quinta-feira, 13 de março de 2014

Projeto Casa de Bamba apresenta Helayne Cristini e Clube do Samba, neste sábado (15)

Projeto Casa de Bamba apresenta Helayne Cristini e Clube do Samba, neste sábado (15)
Texto de Anne Fernandes



Tendo enquanto objetivo promover a integração daqueles que apreciam e fazem cultura, apresentando como cenário o nosso Centro Histórico, um ambiente que inspira e transpira cultura e artes, é que o Projeto Casa de Bamba ano III, do Ateliê Multicultural Elioenai Gomes, apresenta o showHelayne Cristini e Clube do Samba, comemorando o mês dedicado à mulher, com muito samba de raiz e a leveza da mulher. Será nesse sábado, 15 de março, a partir das 17h, com show de abertura de Júnior do Cavaco. Os ingressos serão vendidos no local do evento ao preço único de R$ 12 (doze reais).



Helayne Cristini


Paraibana, natural da cidade de João Pessoa, Helayne Cristini da Silva Borba é formada no curso  sequencial de Música Popular, pela Universidade Federal da Paraíba -UFPB, com habilidade em canto. A música em sua vida vem desde os ritos familiares e escolares de lazer, sendo ampliada a partir do acadêmico, e a partir disso se dedica inteiramente à música. Atua ainda na área de educação musical, desenvolvendo monitoria em aulas de musicalização infantil, promovidas pela UFPB, além de ministrar aulas de canto coral para crianças em idade escolar e oficina de canto popular no projeto de extensão.
Hoje, uma militante da cena musical local, montou e apresentou em 2012 o recital Mulheres Paraibanas, resultado da pesquisa sobre o trabalho de mulheres compositoras e intérpretes do nosso Estado. Como cantora, foi premiada recentemente como Melhor Intérprete no 2º Festival de Marchinha e Músicas Carnavalescas da Paraíba, e primeiro lugar com a música Depois da Copa, composição dos paraibanos Adilson Medeiros e Marcello Piancó.



Desde 2011, vem participando do espetáculo IHU de música indígena, coordenado pela professora Daniella Gramani, da UFPB, e, ao longo dos anos, teve participação em vários eventos musicais, comoFórum Paraibano da Profissão de Músico, promovido pelo SESC/SENAC; WorkshopCoco Dub (afrociberlia), com Alexandre Dengue; Produção Musical, com Fernando Nunes; Mercado de Trabalho, com Arthur Maia e Michael Pipoquinha. Ainda nesse ano, participou do IV Paraíba Percussiva, no Cine Banguê, com o percussionista Victor Ramalho. Já no ano de 2012, fez participação especial na Semana da Mulher, evento esse inserido no projetoSexta com Choro, promovido pela Estação Cabo Branco, ao lado do Grupo de Chorinho Luar do Sertão.
E para 2014, o público pode esperar um trabalho autoral de Helayne, abordando todas as suas influências musicais com um toque de originalidade, beleza e força tão marcantes em suas atuações.



Clube do Samba

Com uma proposta de trazer o autêntico samba para as rodas da capital paraibana, o Clube do Samba nasceu em 2006 unindo amigos e amantes do samba de raiz. Em sua trajetória, desenvolve um trabalho voltado para valorização do celeiro do bom samba, numa busca incessante pela pesquisa e multiparticularidades que esse ritmo proporciona, como o samba de terreiro, de breque, de roda, rasgado, partido alto e afins. E afirma ainda o produtor e instrumentista Wagner Mesquita, “esse é o caminho para que os novos compositores sejam respeitados e ouvidos pelo seu público”.
Em seu repertório encontramos clássicos do samba que são o alicerce musical do grupo, como Noel Rosa, Cartola, Candeia, Clara Nunes, Adoniran Barbosa, Paulinho da Viola, João Nogueira, Arlindo Cruz, Jorge Aragão, e a madrinha do samba, Beth Carvalho, entre outros, além de enaltecer os mestres do ritmo, o paraibano Jackson do Pandeiro e o pernambucano Luiz Gonzaga.




Júnior do Cavaco (Foto: Produção)
Além de Helayne Cristini, que vem acompanhada do Clube do Samba, teremos como show de abertura Júnior do Cavaco, que atua na área musical há 12 anos, no entanto, e nos últimos três se dedica ao choro. A paixão que começou nos palcos deve se consolidar em CD. O artista está em fase de produção de um disco que deve gravar ainda esse ano, com choros autorais, mesclando composições suas e de Bebé de Natércio e Marcos César. “Comecei tocando pagode no grupo Samba da Elite, mas depois me apaixonei pelo chorinho e tenho me dedicado a ele nos últimos anos”, afirma Júnior do Cavaco.


O PROJETO
Idealizado e realizado pelo artista plástico, produtor e fomentador cultural, além de ser amante confesso do samba, Elioenai Gomes, lançou no ano de 2011 o arranjo criativo Casa de Bamba, sendo este um projeto cultural periódico de samba de mesa com grupos que defendem esse ritmo no Estado, assim como de outras partes do país, num eterno intercâmbio cultural.
Em 2014 vivencia sua 4ª temporada, onde já tem em sua bagagem mais de vinte edições, acontecendo sempre aos sábados, buscando levar às ruas do Varadouro a difusão do que há de melhor em samba de raiz, proporcionando um encontro intimista entre artistas e amantes da boa música ‘parahybana’, em um clima agradável e de interação sociocultural. O ambiente nos proporciona relaxamento e deslumbramento com as nossas riquezas culturais, em especial nessa área da cidade, bairro este que carrega na sua história a contribuição na criação da cidade de João Pessoa, otimizando assim, o desejo de todos pela revitalização do Centro Histórico de maneira humanizada, respeitando os cidadãos, a cultura produzida na cidade e ainda, a contribuição na consolidação do conceito desse bairro enquanto corredor cultural.

            


          Além do Casa de Bamba, o Ateliê Multicultural Elioenai Gomes, que é uma instituição civil, coletiva e apartidária, desenvolve ações educativas e socioculturais centradas na revitalização humana dos moradores do Centro Histórico da capital “parahybana”, e conta ainda com outras propostas de ampliação das atividades e inclusão de outros segmentos artísticos.
Hoje conta em seu calendário de eventos culturais fixos o Baile de Máscaras, Cortejo de Tambores, Bloco Folião de Ladeira Abaixo, Bailes Afro, Luz de Candeeiro, Celebrando o Coco de Roda da Paraíba, Mostra Multiteatral, Auto dos Orixás, Cortejo Multicultural e o Projeto Pôr do Sol Multicultural, contemplando assim asArtes Visuais, a Produção Cultural, o Turismo, os Direitos Humanos, a Educação, a Cidadania, a Inclusão, a Música, a Dança, o Audiovisual, as Artes Cênicas, a Literatura, a Saúde, a Cultura Popular, a Capoeira, a Diversidade de gênero e sexualidade, fortalecendo o intercâmbio cultural pleno e banhado da mais singular diversidade cultural.


O Ateliê Multicultural Elioenai Gomes fica localizado na Ladeira da Borborema, nº 101, Varadouro, João Pessoa – PB. Próximo à Catedral Nossa Senhora das Neves.
Mais informações: (83) 8806-0165 | (83) 8730-9629
http://www.ateliemulticultural.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário