quarta-feira, 16 de novembro de 2011

AUTO dos ORIXÁS - 20 de novembro - 19h - Ponto de Cem Réis

                          
                        Dia da Consciência Negra será celebrado com Auto dos Orixás


O Ponto de Cem Reis será palco na noite deste domingo (20), a partir das 19 horas, dia em que se exalta a Consciência Negra, do ‘Auto dos Orixás’- Todas as vidas, originalmente, são uma só vida. Trata-se de um ato público que possibilita aos presentes uma releitura dos arquétipos dos orixás e das influências na cultura popular. É uma realização do Ateliê Multicultural Elioenai Gomes e faz parte da programação das comemorações para a semana da consciência negra. É aberto ao público em geral.

Com direção do artista visual paraibano Elioenai Gomes, o ‘Auto dos Orixás’ tem como objetivo celebrar a consciência negra, dando mais visibilidade e estimulando o fortalecimento de uma rede de grupos/entidades e artistas da cultura popular paraibana. Será encenado pelo ‘Raízes’, grupo de dança e percussão afro-brasileira e indígena, que realiza um trabalho de fortalecimento da cultura popular paraibana, bem como de desconstrução de preconceitos relacionados à intolerância religiosa, junto com mais de 20 grupos e artistas de identidade negra/indígena da Paraíba.

Durante todo roteiro do evento predominarão o canto, a dança e muita música percussiva, numa grande troca de experiências e conhecimentos que serão expressos pelo Grupo Raízes, Coral Voz Ativa, Grupo Capoeira Angola Palmares, Tutu Carvalho, Baticumlata,  Capoeira Angola Orun Aiyê, Débora Vieira, Urso Batucada, Danylo Aguiar, Tambores do Forte, Evelyne Vilhete, Indios Pele Vermelha,  Grupo Dinâmico Cultural, Gel Carvalho, Andila Nahusi, Laíla Alana, Escola Mukambu de Capoeira Angola, Severino Ramos, Clube do Samba de Mesa, Circulo de Tambores, entre outros.

O ‘Auto dos Orixás’ terá inicio com a presença de uma contadora de histórias acompanhada de um grupo de crianças, trazendo o foco para o infantil, para o resgate da identidade. É quando a história dos negros e índios passa a ser recontada e a roda começa a girar. O espetáculo acontece no meio da praça do Ponto de Cem Réis, numa grande mandala humana demarcada pelas quatro direções(norte, sul, leste, oeste), os quatro elementos da natureza(terra, água, fogo e ar) e pelos quatro quartrilhões (Ibás),  representando os altares dos deuses/divindades africanas. O espetáculo é uma celebração da vida humana onde “todas as vidas são originalmente uma só vida”. Portanto é um evento imperdível!

Durante todo mês de novembro promove uma vasta programação em comemoração ao Mês da Consciência Negra, que conta também com o 10º Baile Afro – Tributo a Clara Nunes, no dia 26. No dia 30 será a abertura da Exposição Fotográfica- Talhado na Memória, do Fotografo paraibano Gustavo Moura, que ficará em cartaz na Galeria da Ladeira, no ateliê, até dia 20 de dezembro.

Programação completa do Mês da Consciência Negra do Ateliê Multicultural Elioenai Gomes

20/11 - Auto dos Orixás - Ponto de Cem Réis - 19h
26/11 - 10º Baile Afro - Ateliê Multicultural Elioenai Gomes - 21h
30/11 - Abertura da Exposição Talhado na Memória, de Gustavo Moura - Ateliê Multicultural Elioenai Gomes - 19h

Contatos:

Antonia Sousa- Assessoria de Imprensa:.8865.8500/Souzantonia@gmail.com
Contatos para entrevista e maiores informações:
Elioenai Gomes- 87309629
Danylo Aguiar- 88030786

Nenhum comentário:

Postar um comentário