segunda-feira, 24 de outubro de 2011




“Reciclos: Um caminho de transformação”. O título da exposição, que estará aberta ao público a partir da próxima terça-feira (25), na sede da Companhia de Processamento de Dados (Codata), revela a preocupação do artista plástico paraibano Elioenai Gomes e a busca pela conscientização da sociedade em relação à responsabilidade sobre o lixo que produzimos e ao seu respectivo destino. A exposição está inserida na programação de atividades em comemoração aos 35 anos da Codata, celebrados no próximo dia 29.

O envolvimento do artista, natural de João Pessoa, com materiais orgânicos e inorgânicos, principalmente no âmbito dos resíduos eletrônicos, na realização de muitas de suas obras, relaciona-se harmoniosamente com a iniciativa do Governo do Estado, por meio da Codata, no incentivo ao descarte responsável do chamado lixo eletrônico, e sua conseqüente reciclagem, evidenciada pela recente parceria com empresa do segmento.

O presidente da Codata, George Henriques, acredita que, em concomitância com a velocidade dos avanços tecnológicos e da modernização dos equipamentos, devemos ter urgência na adoção de uma postura mais responsável quanto à destinação do lixo que produzimos e reavaliar nosso comportamento em relação às aquisições que fazemos. “A modernização é uma premissa para evolução e eficácia dos serviços que prestamos e das tarefas que realizamos em nosso dia-a-dia, inclusive como cidadãos comuns. Contudo, precisamos pensar em outras possibilidades de uso para os equipamentos descartados, como por exemplo, encaminhá-los para a caridade ou até para amigos e familiares que possam encontrar utilidade para os mesmos”, declarou.

Elioenai Gomes – O artista plástico, natural de João pessoa, teve formação na Escola Panamericana de Artes, em São Paulo. Já realizou mais de 60 exposições individuais e teve participação em outras 18 exposições coletivas por vários estados brasileiros e até no exterior. Atuou na produção de cenários e figurinos, mas atualmente desenvolve pesquisa com materiais orgânicos e inorgânicos diversificados sobre suportes variados buscando conscientizar as pessoas sobre a urgente necessidade de mudanças de atitudes quanto à questão da preservação do planeta e a responsabilidade sobre o lixo. É Gestor Cultural do Ateliê Multicultural Elioenai Gomes, localizado no Varadouro, e coordenador do RAIZES – Grupo de Danças e Ritmos Afro Indígenas.

Fomentação da Cultura – De acordo com o presidente da Codata, George Henriques, a exposição “Reciclos: Um caminho de transformação” estreia um espaço que permanecerá aberto para abrigar outras exposições e mostras de arte. “Queremos aproveitar nossa localização, tão próximo do Centro Histórico da capital, e já naturalmente celeiro da arte na cidade, para contribuirmos com a fomentação da cultura local. Assim, nosso hall, continuará aberto, de forma periódica, para a exposição de outros artistas paraibanos”.


Serviço
Exposição: Reciclos – um caminho de transformação
Local: Hall da sede da Codata (Varadouro)
Período: 25 de outubro a 15 de novembro de 2011
Horário: 8h às 18h (segunda à sexta-feira)
Descrição: 20 obras (reciclados sólidos sobre suportes variados pintados com tinta automotiva)


fonte: http://www.paraiba.pb.gov.br/29448/em-semana-de-aniversario-codata-apresenta-exposicao-de-artista-plastico-paraibano.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário